quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Feliz Natal e muita Animação para 2011

A nova equipa da Bang! Bang! Animation deseja-lhe um Feliz Natal e um 2011 muito Animado.
All rights reserved. Bang! Bang! Animation. 2010



[Ler mais...]

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Encontros de Profissionais e Amigos da Animação - Cinanima 2010

Encontra-se disponível a ficha de inscrição para a 4ª edição dos encontros a decorrer nos próximos dias 13 e 14 de Novembro em Espinho, no decorrer do Cinanima 2010.


Ficha de Inscrição Caminhos para a Animação Portuguesa

As condições especiais facultadas gentilmente pela organização do Cinanima só estarão disponíveis para os participantes dos encontros.

[Ler mais...]

sábado, 6 de novembro de 2010

4ª edição dos Encontros de Profissionais e Amigos da Animação no Cinanima




Datas: 13 e 14 de Novembro de 2010 (Sábado e Domingo)
Horário: 10-13h
Local: Sala Polivalente, Centro Multimeios, Espinho

A 4ª edição dos Encontros de Profissionais e Amigos da Animação decorrerá no final da próxima semana no âmbito do 34º Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho (fica aqui, desde já, o nosso agradecimento à organização do Cinanima pelo acolhimento e condições especiais criadas para a realização dos encontros).

Nesta edição será apresentado e discutido um documento estratégico para o sector da animação, contemplando as suas principais vertentes - formação, criação, produção, associativismo e visibilidade.

Decorridos três encontros e uma reunião alargada, ocorrida a 9 de Outubro, esta última para clarificação e organização dos grupos e análise geral do trabalho desenvolvido por cada um (as actas dos encontros e a informação produzida podem ser consultadas no fórum dos Caminhos), é chegado o momento de conclusão desta etapa do movimento criado sob o nome de Caminhos para a Animação Portuguesa.

Em breve será disponibilizado a todos os que têm acompanhado e participado nos Encontros o documento de trabalho desenvolvido pelos grupos, cujo redacção e organização final ficou a cargo de Virgílio Almeida, a quem desde já agradecemos todo o empenho e apoio prestado.

Considerando a actual situação nacional, é crucial unir esforços e encontrar uma plataforma de acção e reflexão em que todos se reconheçam e para a qual possam contribuir.

Participem!

Atentamente,
Davide Freitas, José Miguel Ribeiro e Vanessa Ventura 


[Ler mais...]

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Animação Portuguesa na Festa Mundial da Animação 2010

A partir da próxima semana celebra-se o Cinema de Animação com a promoção da Festa Mundial da Animação, entre 25 a 31 de Outubro e de 1 a 30 Novembro, que decorre na Casa da Animação no Porto, em várias cidades do país e um pouco por todo o mundo - dando-se a conhecer os filmes portugueses mais recentes, cinematografias de países, os melhores trabalhos produzidos por escolas internacionais de renome.

O Panorama de Animação Portuguesa irá percorrer mundo, integrado nas celebrações do Dia Mundial da Animação, a 28 de Outubro de 2010.

No âmbito da Festa Mundial da Animação, a Casa da Animação foi convidada a apresentar duas sessões de Animação Portuguesa no Centre Georges Pompidou.

Mais informação em:

Participem na Festa, divulguem o cinema de animação!

[Ler mais...]

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

FICA extinto em 2012 | Governo aumenta fundos para o cinema e audiovisual

Fonte: PÚBLICO | 15.10.2010 - 11:08 Por Sérgio C. Andrade, Com Luís Miguel Queirós

Os profissionais do cinema e do audiovisual reagiram positivamente ao espírito que preside à proposta para uma nova lei do cinema, que o Ministério da Cultura se prepara para apresentar na Assembleia da República. Mas do lado dos anunciados novos (e velhos) contribuintes para a produção audiovisual nacional há um silêncio cauteloso e calculado de quem se prepara para fazer as contas.

A proposta foi bem acolhida pelo sector, mas as empresas contribuintes fazem contas às intenções da ministra (na foto, rodagem de "Filme do Desassossego", de João Botelho) (Raquel Esperança)

Nas suas linhas gerais, a nova lei alarga a base de angariação das contribuições, estendendo as taxas até agora limitadas à televisão clássica aos canais por cabo e às operadoras de telemóveis; estabelece a obrigatoriedade de as televisões reinvestirem parte dos seus lucros em produção audiovisual; mantém júris a decidir o apoio ao cinema independente, mas passando agora pelo "crivo" da Secção de Cinema do Conselho Nacional de Cultura (CNC); e confirma a extinção do Fundo de Investimento para o Cinema e o Audiovisual (FICA) no final do seu mandato, em 2012.

Com estas inovações, a proposta de lei vai ser discutida na próxima segunda-feira, no CNC, para depois ser apresentada na Assembleia da República. Gabriela Canavilhas já anunciou o objectivo de fazer aprovar a nova lei até final do ano.

A medida que faz o maior denominador comum nas apreciações dos agentes do sector é o claro alargamento da base de captação de fundos, com a taxação de toda a cadeia de valor no cinema e no audiovisual, desde a distribuição até às televisões generalistas e por cabo e ainda às plataformas de telemóveis.

No capítulo relativo ao financiamento, a lei hierarquiza as novas contribuições em percentagens que vão dos três por cento cobrados às "empresas concessionárias do serviço público de televisão" (grupo RTP) aos 0,25 por cento dos "proveitos operacionais anuais totais" das empresas de serviços de comunicações electrónicas em redes móveis.

Há alguma indefinição quanto ao montante que resultará destas taxas. Fala-se na duplicação ou mesmo triplicação das verbas que o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) actualmente tem disponíveis para a produção nacional. E é do lado dos contribuintes que parecem surgir as principais dúvidas perante a nova regulamentação.

Uma fonte da administração da RTP disse que a nova lei está a ser analisada, reservando a televisão pública uma reacção para um momento posterior; outros operadores contactados pelo PÚBLICO optaram pelo silêncio.

ELOGIOS E DÚVIDAS

Não nos foi possível esclarecer junto do ICA - que com a Cinemateca Portuguesa elaborou o projecto de lei - qual o alcance objectivo da nova proposta e até que ponto ela foi também negociada com os responsáveis das operadoras de televisão e de telemóveis.

Do lado dos profissionais do cinema, há um elogio generalizado ao facto de a nova lei "alargar as taxas a toda a cadeia de valor, mesmo se a distribuição percentual é discutível", diz António-Pedro Vasconcelos.

Margarida Gil, falando em nome da Associação Portuguesa de Realizadores (APR), a que preside, concorda também com esse aspecto genericamente positivo, e também com a crítica de Vasconcelos de que faz falta "um preâmbulo que contextualize uma política clara" do Governo para o cinema. António Ferreira, realizador e produtor independente de Coimbra, teme que as declarações de princípio, "positivas", se percam na "ambiguidade" do querer corrigir as assimetrias regionais que hoje se verificam. "Temo que as três maiores produtoras nacionais continuem a ficar com 50 por cento das verbas disponíveis e as outras vinte e tal com o resto", diz o autor de O Embargo.

A Plataforma do Cinema, que reúne duas dezenas de realizadores e produtores, tomou já uma posição pública num comunicado em que elogia "o mérito" de a lei mobilizar e diversificar os fundos para o cinema, mas lamenta também que ela seja "excessivamente genérica na explanação dos princípios orientadores para o sector". E critica "a clara intenção de retirar da esfera de competência do ICA a escolha e nomeação dos júris", medida que, em contrapartida, é bem vista por António-Pedro Vasconcelos.

Paulo Branco não quis comentar a nova lei. "No estado de catástrofe em que o país está, esta discussão desvia a atenção do que verdadeiramente interessa", justifica o produtor, prometendo, no entanto, estar presente na discussão de segunda-feira em sede do CNC.

[Ler mais...]

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Reunião de Trabalho no âmbito dos Encontros, 9 Outubro 2010, Lisboa

Local: Universidade Lusófona, Campo Grande 376, 1749-024 Lisboa,
Sala/anfiteatro Q
Data: 9 de Outubro 2010, 11h


Aos caminhantes e demais interessados,

Informamos que a 4ª edição dos Encontros de Profissionais e Amigos da Animação que iria decorrer em Faro está desde já cancelada, pelas razões que rapidamente passamos a expor:

Apesar da excelente oportunidade para conhecer o Complexo Pedagógico da Universidade do Algarve, em Faro, que gentilmente se disponibilizou para acolher a iniciativa, entendeu-se que ainda não estavam reunidas as condições para apresentar progressos significativos nos trabalhos iniciados, e em maior conformidade com o desenho final do documento estratégico fixado como primeiro grande objectivo deste movimento.

Assim, no lugar desta edição dos Encontros, que acontecerá seguramente durante o Cinanima em Novembro próximo, será antes promovida uma reunião de trabalho alargada, entre os elementos dos diferentes grupos de trabalho, e quem mais desejar contribuir para a discussão e o aprimorar de conclusões que permitam antever a carta estratégica sobre o sector e seu posicionamento futuro,
no dia 9 de Outubro, na Universidade Lusófona de Lisboa.

A actual conjuntura não deixa grande margem para dúvidas, é fundamental a definição clara e concertada do que se entende e pretende para o futuro da Animação Portuguesa.

Apelamos à participação de todos e agradecemos a divulgação desta informação.

[Ler mais...]

quinta-feira, 15 de julho de 2010

COMUNICADO DA PLATAFORMA DAS ARTES

Na sequência das conclusões da Reunião Geral das Artes de 5 de Julho de 2010, que teve lugar no Teatro Maria Matos, onde estiveram presentes mais de 600 profissionais de todos os sectores, e na sequência das reuniões posteriores que a Plataforma das Artes teve, consubstanciaram-se um conjunto de reivindicações da Plataforma das Artes num documento que foi apresentado à Senhora Ministra da Cultura em audiência que teve lugar no Palácio da Ajuda, ontem, dia 12 de Julho. Esse documento continha as reivindicações gerais e comuns a todos os sectores das Artes e do Cinema, que a seguir se expressam:

1. Exigimos que o Estado Português assuma de forma clara o Direito à Cultura e ao investimento na Cultura e nas Artes.
2. Exigimos que se acabe de uma vez por todas com o discurso dos subsídio-dependentes e que se promova - no discurso e na prática - o respeito pelos criadores, artistas e demais profissionais que trabalham nas artes e na cultura em Portugal e pelas pessoas a quem se destina todo esse trabalho, o público em geral.
3. Assim, exigimos a revogação imediata do artigo 49º do Decreto-Lei nº 72-A/2010, ou a anulação dos seus efeitos práticos, a descativação total das verbas do PIDDAC para as actividades apoiadas pela DGArtes e a descativação total das receitas próprias do ICA.

Da audiência que tivemos com a Senhora Ministra, foi-nos comunicado que para o ano de 2010, as disposições do nº 1 do artigo 49º do Decreto de execução orçamental não vão produzir qualquer efeito. De facto, a Senhora Ministra informou-nos clara e inequivocamente que as reduções de 10% nos pagamentos efectuados e a efectuar durante o ano de 2010 não serão executadas. Informou-nos também que a cativação de 20% das verbas do PIDDAC a que o Ministério da Cultura estava sujeito, designadamente as que estavam afectas às actividades de apoio financeiro às Artes, passam para 12,5%. Informou-nos ainda que a cativação de 20% das receitas próprias do ICA passava para 10%, garantindo-nos que tal permite manter intacto o Plano de Apoios Financeiros em vigor, isto é, nenhum concurso previsto para 2010 será afectado.
Com estas medidas, a Plataforma das Artes congratula-se.
Relativamente às outras reivindicações gerais, relacionadas com a nossa exigência de uma mudança de discurso sobre o nosso papel enquanto criadores e agentes de Cultura, congratulamo-nos por se terem lançado as bases para de uma vez por todas se desmistificar a ideia dos subsídio-dependentes. A Senhora Ministra foi bem clara no reconhecimento da importância da nossa actividade, bem como na intenção de isso considerar tanto no discurso como na prática. Ficaram, pois, criadas as condições para se estabelecer um diálogo continuado e construtivo sobre as matérias que dizem respeito à definição e execução da Política Cultural para o país.
Foi ainda frisado de uma forma muito clara, pela Plataforma das Artes, que a atribuição de apoios por parte dos dois institutos deveria sempre reger-se pelo princípio dos concursos públicos, salvaguardando desta forma a qualidade e a renovação do tecido criativo bem como a transparência dos procedimentos.
Das exigências específicas do nosso “caderno reivindicativo”, destacaram-se para as artes apoiadas pela DGARTES e para o Cinema, respectivamente os seguintes pontos:
Reivindicações específicas das Artes apoiadas pela DGArtes
4. Regularização imediata do funcionamento da Direcção-Geral das Artes.
5. Contratualização imediata e fixação de novos prazos de concretização dos pontuais do 1º semestre de 2010.
6. Divulgação imediata dos resultados prévios dos concursos anuais de 2010 com fixação de novos prazos de concretização.
7. Abertura imediata dos concursos pontuais do segundo semestre de 2010.
8. Abertura dos concursos anuais e bienais para 2011 e 2011/12.
9. Revisão dos prazos legalmente previstos para abertura dos procedimentos concursais.

Das reivindicações específicas apresentadas para o sector das Artes, a Senhora Ministra da Cultura informou-nos o seguinte:
- A nomeação consumada de um novo Director-Geral das Artes e a sua entrada em funções ainda durante esta semana;
- Como prioridade máxima para o novo Director-Geral, a contratualização, o mais breve possível, dos Apoios Pontuais do primeiro semestre de 2010, bem como a revisão dos seus prazos de execução;
- Também como prioridade máxima para o novo Director-Geral, a divulgação dos resultados do Concurso dos Apoios Anuais de 2010, que serão os definitivos já que, evocando o “interesse público” se prescindirá da audiência de interessados, com respectiva fixação de novos prazos de concretização;
- A não realização dos concursos pontuais do 2º semestre de 2010, uma vez que o concurso do primeiro semestre foi aberto com a dotação total do ano (800.000 euros), pelo que tal inviabiliza a pretensão da Plataforma das Artes;
- A abertura, já em Setembro, dos concursos anuais para 2011 e dos bienais 2011/12.
- Revisão da regulamentação no sentido de fixar prazos de abertura mais adequados para todos os procedimentos concursais

A Plataforma considerou globalmente satisfeitas as suas reivindicações nesta matéria específica, congratulando-se com estas medidas.

Das reivindicações específicas para o Cinema, sublinhamos à Senhora Ministra no nosso documento as seguintes:
“(...)Reivindicações específicas do Cinema
10. Promover de imediato à assinatura dos contratos de produção relativos a todas as decisões de atribuição de apoio financeiro referentes a 2009, bem como a homologação dos concursos ainda pendentes.
11. Iniciar de imediato a discussão pública do projecto de nova legislação para o Cinema, por forma a garantir que o processo de aprovação, regulamentação e entrada em vigor se dê até ao final de Outubro de 2010, com efeitos práticos a partir de 1 de Janeiro de 2011.”

Foi-nos comunicado pela Senhora Ministra que com a resolução dos impasses relacionados com o artigo 49º e com as cativações de receitas próprias do Instituto, estão agora reunidas as condições para com a maior brevidade possível se dar andamento a todas as situações pendentes.
Foi-nos comunicado também pela Senhora Ministra que a nova legislação para o cinema já está compilada num primeiro Draft , que após uma fase de análise estará em condições de seguir para Conselho de Ministros no início de Setembro. A Senhora Ministra disse-nos também que era sua intenção colocar o documento à discussão pública o mais brevemente possível.

Assim, a Plataforma das Artes gostaria de afirmar o seguinte:

1. Estão globalmente satisfeitas as nossas reivindicações e preocupações;
2. Existe vontade de ambas as partes, Ministério e Plataforma das Artes, em dialogar construtivamente sobre todas as matérias pendentes e as relacionadas com a Política Cultural;
3. Cremos agora que o movimento unificado que criamos como reacção às medidas de austeridade que agora vemos significativamente atenuadas, foi um exemplo único de civilidade e de eficácia no seu trabalho e, agora, dada a sua enorme representatividade, está em condições de manter entre os diferentes sectores uma regularidade de contactos e encontros com vista a: a) acompanhar a aplicação destas novas medidas anunciadas pela Senhora Ministra; b) estabelecer-se como interlocutor privilegiado do Ministério da Cultura em matérias que digam respeito à definição e execução de Política Cultural de incentivo à criação e ao Cinema.
4. Apesar de todo o ambiente crispado que caracterizou os últimos dias, notamos que, ainda assim, foi possível fazer sobressair um elevado nível de civilidade na forma e no conteúdo que pautou o processo de negociação, bem como no papel desempenhado pela Senhora Ministra nestas matérias específicas.
5. Por último, cumpre-nos agradecer a todos os que estiveram presentes nas Reuniões de 28 de Junho e 5 de Julho, respectivamente no São Jorge e Teatro Maria Matos, bem como a todos os que se associaram a nós neste “combate” pela defesa deste sector, que, apesar de viver em precariedade crónica, demonstrou uma imensa vitalidade.

A PLATAFORMA DAS ARTES

[Ler mais...]

terça-feira, 13 de julho de 2010

Indústrias Culturais e Criativas / Europa

A Comissão Europeia está aberta a sugestões que possam implementar dinâmicas no âmbito das Indústrias Criativas e Culturais (até 30 de Julho).
O dossier pode ser consultado aqui.
Tive conhecimento desta iniciativa porque a CCDR Algarve me convidou para participar de uma reunião de trabalho sobre o assunto.
Estou a compôr um Memorando para esse fim que irei disponibilizar no fórum.

Creio que deveríamos aproveitar a oportunidade para marcar a nossa presença enquanto grupo de profissionais de um sector cultural e criativo específico.

[Ler mais...]

segunda-feira, 12 de julho de 2010

GRANDOLA VILA MORENA


Já não nos tiram os 10%?! Vamos celebrar com champagne!

[Ler mais...]

domingo, 11 de julho de 2010

três filmes ainda sem subsídio


Documentário histórico


Longa-metragem de imagem de síntese (co-produção Grécia / Portugal).



Especial Tv de Natal

[Ler mais...]

quarta-feira, 7 de julho de 2010

mais um filme à procura de subsídio!



[Ler mais...]

terça-feira, 6 de julho de 2010

Petição Pública

O texto que saiu do encontro de ontem no Teatro Maria Matos, em Lisboa, está disponível para assinar em:

«Plataforma Geral da Cultura - Teatro Maria Matos (Lisboa) - 5 de Julho de 2010»

Assinem e divulguem!

[Ler mais...]

PROGRAMA DOS ENCONTROS


ENCONTROS DE PROFISSIONAIS E AMIGOS DA ANIMAÇÃO
3ª edição
Vila do Conde, 9 e 10 de Julho 2010

PROGRAMA

9 de Julho de 2010, Sexta-feira
Local: Vila do Conde, Teatro Municipal, sala 2
Horário: 11h – 18h


11h - Recepção dos participantes

11h30 – Considerações gerais sobre o encontro
-    ponto da situação dos encontros desde que se iniciou este movimento em Novembro de 2009 até ao 1º dia de Vila do Conde. Expectativas, resultados, dificuldades. O que mudar para poder prosseguir.
-    Carta estratégica. Definição dos tópicos gerais e relação entre eles.
-    O panorama actual da Animação portuguesa: Efeitos do Decreto-Lei 72-A/2010, em vigor desde dia 18 de Junho de 2010

12h15
Cenários de financiamento da animação noutros países
Apresentação breve de alguns cenários de financiamento e sustentabilidade da animação.

13h00-14h30 - Pausa para almoço    

14h30 -  A FORMAÇÃO

1.    A formação em Animação em Portugal
2.    Produção de um plano de recomendações a ser apresentado junto do Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia,
Escolas de Cinema, Institutos e Universidades.

Identificação do Grupo de trabalho: José Pedro Cavalheiro, Marina Estela Graça, João Silva, José António Cunha.

16h – ASSOCIATIVISMO_Que associação para o sector?

1.    Definição de um possível modelo associativo que dê corpo aos Caminhos (profissionais e amigos da animação) a partir das conclusões apresentadas na Monstra.


Identificação do Grupo de trabalho: Adriana Castro, Cátia Salgueiro, João Real, Nádia Cardoso.

10 de Julho de 2010, Sábado
Local: Vila do Conde, Centro de Memória
Horário: 10h – 13h

 
10h – FINANCIAMENTO – ESCALAS - VISIBILIDADE

1. A Escala de sustentabilidade da animação portuguesa

2. Um financiamento público que promova o crescimento económico sustentável do sector em Portugal

 
- ICA
- FICA
- Televisão e Serviço público
- Canais generalistas
- O Investimento privado

3. VISIBILIDADE – MERCADO E PÚBLICO
Apresentação de algumas medidas de projecção pública do sector.
 

> Colaboração com países de expressão portuguesa, nomeadamente o Brasil

> Um mercado nacional ou luso-brasileiro

> Presença nos mercados internacionais

Identificação do grupo de trabalho: Bruno Caetano, Davide Freitas, Júlio Alves, Luís da Matta Almeida, Miguel Braga, Nuno Amorim, Nuno Folhadela, Ricardo Mata, Vanessa Ventura.

12h_CONCLUSÕES DO ENCONTRO

Definição de metas e objectivos tendo em vista a produção de um documento estratégico a ser apresentando no Cinanima 2010.

1. Clarificação da dinâmica e funcionamento dos grupos.

2. Definição das próximas etapas/objectivos concretos de cada grupo.
Programa do próximo encontro.

3. AGENDA - Calendarização do próximo encontro de Outubro; antes do derradeiro no Cinanima 2010.

4. Comunicação e publicação dos resultados – actas dos encontros; trabalho desenvolvido pelos grupos de trabalho.

5. Listar todos os contactos de entidades que se pretende sensibilizar e convidá-las a estar presentes no último encontro:

ICA | FICA | TV | Distribuidores | Exibidores | Escolas e Instituições de Ensino.

[Ler mais...]

sexta-feira, 2 de julho de 2010


[Ler mais...]

quarta-feira, 30 de junho de 2010

CONVOCATÓRIA

A decisão, recentemente comunicada, de reduzir em 10% todos os apoios financeiros atribuídos pelo Ministério da Cultura em 2010 e a cativação de 20% das verbas aos Institutos, que já se encontram há muito fragilizados, terá, para a produção artística e para o sector cultural efeitos devastadores. Convocamos todos os criadores, trabalhadores e agentes das áreas artísticas e culturais para encontrar soluções que impeçam a aplicação destas medidas que atirarão a arte e a cultura do nosso país para uma crise sem precedentes.
Todos ao TEATRO MARIA MATOS, 2ª feira dia 5 de Julho às 18h!

[Ler mais...]

sábado, 26 de junho de 2010

CONTRA OS CANHÕES, MARCHAR, MARCHAR

Querem saber como a ameaça da dívida pública portuguesa compromete as futuras gerações? Comprometendo o próprio presente! Com o Decreto-Lei 72-A/2010, o estado português lançou a guerra ao cinema e à animação. É este o resultado de décadas de más políticas governativas. Ou não fosse o dia de hoje, o futuro do tempo passado - que passa no presente. O momento até foi bem escolhido para a publicação do decreto-lei: a malta anda distraída com o futebol. Há que ganhar esta guerra, fazendo o governo e a assembleia da república compreenderem que Portugal não pode dar-se ao luxo de perder a animação e o cinema que tem hoje. Portanto, só têm é de legislar e governar de forma competente e instaurar de imediato as políticas que ao invés de destruir, fomentem a produtividade do sector, que tanta falta faz ao país. O activo da animação portuguesa não pode ser indiferente a esta ofensiva. Abaixo com o Decreto-lei! Basta de má governação! As reformas não se fazem com sangrias! Se isto é o melhor que as senhoras e os senhores ministros são capazes de fazer, então nem somos governados por zarolhos… somos governados por cegos que trocam o cinema nacional por umas auto-estradas.

[Ler mais...]

CONVOCATÓRIA

A entrada em vigor do Decreto-Lei 72-A/2010, de 18 de Junho cativa 20% das receitas do ICA relativas a 2010, significando menos 2 milhões de euros para os programas de apoio à produção, à criação, à distribuição e à exibição para este ano; este decreto implica ainda e em complemento um corte cego de 10% em todos os compromissos que o ICA assumiu com filmes e outros projectos em curso, cujos contratos de atribuição de subsídio são anteriores à data de 1 de Janeiro de 2010.Este é o sacrifício que o Governo está a impor a este sector já tão fragilizado. A falência das produtoras, projectos a serem cancelados, rodagens a serem interrompidas, desemprego entre actores e técnicos, vão constituir o efeito imediato destas medidas. O futuro do sector está em risco. Por isso, convocamos produtores, realizadores, actores, técnicos, festivais e cineclubes para uma reunião a decorrer na próxima segunda-feira, às 18h, no São Jorge. PEDE-SE O FAVOR DE DIVULGAR ESTA CONVOCATÓRIA A TODOS (PRODUTORES, REALIZADORES, ACTORES, TÉCNICOS, REPRESENTANTES DOS FESTIVAIS E CINECLUBES)

[Ler mais...]

quinta-feira, 24 de junho de 2010

a todos os produtores de animação



Na sequência das reuniões efectuadas com o Ministério da Cultura e com o ICA, onde nos foi solicitada a apresentação de uma proposta relativa à reformulação das políticas de financiamento público para o sector da animação a entregar até ao final de Julho, vimos por este meio convocar todos os produtores para uma reunião a realizar no próximo dia 1 de Julho, pelas 14h30 nas instalações da animanostra, na av. 5 de outubro nº 10, 1º sala 7, em Lisboa.
Para o efeito e com vista a uma actualização formal, necessária a um bom desempenho do nosso propósito, solicitamos a todos os que desejem participar neste encontro que nos enviem a inscrição da ficha que, juntamente com os estatutos da nossa associação, podem baixar aqui:
a ficha deve ser enviada para:

[Ler mais...]

sábado, 19 de junho de 2010

INSCRIÇÃO NA 3ª EDIÇÃO DOS ENCONTROS DE PROFISSIONAIS E AMIGOS DA ANIMAÇÃO


Caros amigos,

No dia 9 e 10 de Julho de 2010, decorre a 3ª edição dos Encontros de Profissionais e Amigos da Animação, no festival Curtas de Vila do Conde, que gentilmente acolhe a iniciativa.

Convidamos todos os interessados a inscrever-se neste encontro e a participar nos Caminhos para a Animação Portuguesa.

É cada vez mais urgente traçar um cenário para a animação portuguesa, e encontrar-lhe um lugar no seio das indústrias culturais e criativas emergentes.

Quem desejar inscrever-se poderá fazê-lo desde já em Inscrição nos Encontros.

Lembramos que há um prazo de inscrição para os participantes do encontro que pretendam requerer também acreditação para acesso ao festival de curtas de vila do Conde. 
Deverão, neste caso, inscrever-se até dia 30 de Junho de 2010, impreterivelmente.

O programa do encontro estará brevemente disponível em Caminhos para a Animação Portuguesa.
Agradecemos a todos a divulgação desta informação.

Atentamente,
Vanessa Ventura

[Ler mais...]

terça-feira, 15 de junho de 2010

3º Encontro de Profissionais e Amigos da Animação - Curtas Vila do Conde


Encontro de Profissionais e Amigos da Animação – 3ª edição no festival de Curtas de Vila do Conde
9 de Julho de 2010, 10h – 18h
Cineteatro Neiva, sala 2

A 3ª edição do Encontro de Profissionais e Amigos da Animação decorre no festival Curtas de Vila do Conde, no próximo dia 9 de Julho de 2010.

Os objectivos são claros, a definição de um plano estratégico e de futuro para o sector da animação em Portugal.

Identificadas as valências, fragilidades e potencialidades da Animação Portuguesa, e sob a batuta da organização do encontro e dos diferentes grupos de trabalho designados para desenvolver as grandes áreas de reflexão e intervenção do sector: a Formação, Associativismo e Organização, Financiamento e Visibilidade, é chegado o momento de introduzir e discutir os principais tópicos da Carta Estratégica dos Caminhos da Animação Portuguesa.

Um documento orientador que posicionará o sector perante os decisores políticos, o mercado de trabalho, as diferentes instituições de ensino e formação e as industrias culturais e criativas em Portugal. 

Por um futuro melhor e mais participativo, apela-se à adesão de todos os interessados!

Amanhã será disponibilizado formulário para inscrição online!
Mantenham-se atentos e participem!

[Ler mais...]

terça-feira, 11 de maio de 2010

Animador 3D procura-se


A DSP procura animadores 3D, com vontade de trabalhar arduamente no mundo da animação digital.

Quem estiver interessado é favor enviar o CV e portfolio para :




[Ler mais...]

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Aproxima-se a data limite - QUESTIONÁRIOS SOBRE A FORMAÇÃO

Olá a todos,
Relembramos todos aqueles que ainda não responderam aos questionários relativos à Formação de Argumentistas, Animadores, Produtores e Realizadores de Animação em Portugal, que poderão fazê-lo até dia 25 de Abril de 2010!
No caso de acumularem várias funções, queiram por favor responder aos vários questionários que vos dizem respeito.
 
Lembramos que, as respostas, bem como a identidade dos participantes no questionário são confidenciais, e os questionários deverão ser enviados para caminhosformacao@gmail.com em formato Word (.doc).
 
 
Obrigado por participarem!
 
 

[Ler mais...]

quinta-feira, 1 de abril de 2010

dúvida



[Ler mais...]

Candidatura gráfica


A Animanostra procura propostas gráficas originais para projecto 3D infantil. Enviar dados pessoais e exemplos em rar/zip ou pdf até 5mb para: animanostra.pt@gmail.com

[Ler mais...]

CARTA ABERTA AOS CAMINHOS


Pessoalmente, jamais ousaria denunciar de incompetência qualquer profissional com que tenha trabalhado. E tenho trabalhado com todo o tipo de gente. Qualquer consciência que possa ter sobre a incompetência de qualquer pessoa com quem possa trabalhar tem um único acto de resposta: não o fazer mais! A luta pelo pão é árdua e a lei da evolução demonstra de que não se devem fazer disparates.

Questionar socialmente a competência profissional dos outros é um assunto muito sério que requer uma isenção moral inquestionável que, perdoem-me as almas mais sensíveis, não me é possível subscrever como creditação aos grupos de discussão dos caminhos da animação. É um processo inquisitório que não subscrevo a ninguém, nem nenhum dos grupos foi constituído para esse fim, em Montemor. A avaliação de competência de qualquer pessoa que, em boa fé, se inscreve nestes caminhos do cinema é absoluta e perigosamente disfuncional para todo o sector. Nessa pretensão, o que se faria depois com os resultados? Começariam as purgas? Zut canhoto!

Assim, reservando o meu juízo quanto às competências profissionais da animação portuguesa no domínio privado, declaro desde já que me desligo de qualquer conclusão que possa advir desse processo.

[Ler mais...]

quarta-feira, 31 de março de 2010

Cartoon Connection na Coreia do Sul II



A animação dos últimos 30 anos da Coreia do Sul pode definir-se por 3 fases:
- 1ª década / prestação de serviços de animação para o mercado mundial.
- 2ª década / implementação e desenvolvimento de produção própria, maioritariamente séries, mantendo-se também as prestações de serviços.
- 3ª década / abertura às co-produções internacionais, como medida viabilizadora de crescimento, tanto para o mercado de trabalho desenvolvido nos vinte anos anteriores, cujos regimes se mantêm.

A animação coreana é fortemente apoiada pelo estado, através de uma instituição denominada KOTRA
300-9 Yomgok-Dong – Seochu-Gu – 137-749 Seul – South Korea
Telefone: (82) (2) 34 60 70 01
Fax: (82) (2) 34 60 79 00
www.kotra.or.kr

Actualmente, o sistema de apoios é processado por via dos projectos que angariam participações dos canais difusores. A participação financeira de um canal de televisão coreana na produção de um filme ou de uma série viabiliza automaticamente o apoio financeiro da Kotra, cujos montantes, pelo que me pude aperceber, orçam entre os 700.000 euros e um milhão, havendo claro variações para mais ou menos, dependendo das características do projecto e sua sustentabilidade financeira. Estimo que o número de produções de séries coreanas devem rondar um mínimo de 12 títulos por ano.

A Kotra disponibiliza igualmente apoios (logísticos e financeiros) ao nível de distribuição (!!) das produções coreanas e ao nível do seu marketing (!!).

Finalmente, a Kotra tem igualmente um regime de apoio às curtas-metragens de estudantes de animação, que pelas minhas contas, devem rondar no mínimo vinte por ano. No que se refere a curtas, na Coreia estas cingem-se regra geral aos trabalhos oriundos das universidades e escolas técnicas.

Existem cerca de 127 centros de ensino de animação na Coreia, distribuídos entre universidades e escolas técnicas. A taxa de colocação efectiva anual no mercado de trabalho dos novos estudantes ronda os 70%. O universo profissional coreano tem como número oficial cerca de 4.000 pessoas. Não oficialmente, devem rondar as 6.000, distribuídas entre as diversas categorias.

Altamente especializada, actualmente a animação coreana é maioritariamente 3D, havendo no entanto uma ampla produção em 2D tradicional e digital flash e afins). A qualidade, variando com os orçamentos próprios de cada produção, atinge a excelência. São incontáveis as produções conhecidas globalmente que contam com o trabalho coreano. Os preços são altamente competitivos. Embora os coreanos não gostem muito de falar em valores de referência, preferindo falar de valores em função de cada projecto, ao que pude apurar, um grau de qualidade 3D excelente, capaz de penetrar até no mercado americano, não ultrapassa os 10.000 dólares por minuto.

A produção coreana é vocacionada para o mercado. Fortemente implementada no sector asiático (China, Japão, etc), a sua presença nos sectores americanos e europeu são igualmente consideráveis. Não existem produções que não tenham uma forte distribuição. E, para a viabilização de qualquer produção os coreanos levam também em conta o factor potencial de merchandising que lhe seja inerente, sendo esta componente igualmente importante em qualquer montagem financeira. Deste modo, a animação coreana conta também com fortes investidores privados.

Para além das produções características, tipo manga e acção, que todos conhecemos, a animação coreana prima também pelo design gráfico, muito especialmente nos produtos destinados aos públicos mais jovens (0-4 anos e 6-10 anos).

Para a perspectiva de co-produções, para uma obra ser considerada coreana, tem de ter pelo menos 30% da montagem financeira e de trabalho correspondente. As verbas captadas na Coreia devem ser utilizadas dentro do próprio país.

São inúmeras as empresas de produção. A capacidade de produção é esmagadora. E, em caso de necessidade, as empresas cooperam umas com as outras. Assim qualquer indíce de produção mensal é viabilizado em função dos objectivos a alcançar. Quando perguntei qual a capacidade máxima de minutagem por mês, só obtive sorrisos e respostas - das que forem precisas.

O nível de profissionalização é muito elevado. Não há espaço para derrapagens financeiras nem atrasos. Tudo é controlado rigorosamente e diariamente. E qualquer elemento ou equipa que não corresponda aos objectivos, prontamente são substituídos. Como aviso à navegação, previno: qualquer trabalho a ser feito na Coreia deve ser preparado de tal forma que não permita qualquer complicação. Erros de produção, realização ou desenvolvimento que não possam ser imputados aos coreanos, terão como consequência um alto preço.

Existem já co-produções EU/Coreia em curso.

Disponibilizo em baixo um link para um ficheiro rar com os dados das empresas coreanas presentes no Cartoon Connection:
http://rapidshare.com/files/369784393/coreia.rar

Bem entendido, disponibilizo-me para qualquer esclarecimento que esteja ao meu alcance. Para questões específicas recomendo o contacto com a Kotra, que encaminhará para onde devido. Recomendo igualmente que qualquer contacto seja fundamentado em trabalho concreto, pois a minha impressão é que os coreanos não gostam de perder tempo.

[Ler mais...]

terça-feira, 30 de março de 2010

Cartoon Connection na Coreia do Sul I



No final do mês de Março, a convite da Cartoon EU, a Animanostra integrou a comitiva da Cartoon Connection, para o estabelecimento de contactos de co-produção com os estúdios da Coreia do Sul. Esta iniciativa contou com uma representação europeia de cerca de cinquenta empresas participantes que estabeleceram contactos com aproximadamente outras tantas companhias coreanas. O resultado final foi considerado extremamente positivo por ambas as partes, perspectivando-se a viabilidade do estabelecimento de acordos futuros. No encontro foram dadas algumas conferências de informação sobre as características e os condicionamentos da produção e da distribuição de ambas as regiões. E realizaram-se reuniões 1 a 1 entre os diversos participantes. Este processo foi no mínimo original: dois dias agendados, um para as mesas europeias, outro para as coreanas. Em cada dia, ao longo de três horas, reuniões individualizadas com o tempo máximo de 15 minutos, bem medidos ao som de um gong, sem intervalo. No que se refere à informação útil, tenciono em função da disponibilidade, apresentar aqui um pequeno relatório com o que considero ser relevante para o sector português.

[Ler mais...]

QUESTIONÁRIOS SOBRE A FORMAÇÃO


Olá a todos,

Vimos por este meio enviar a todos os participantes nos Caminhos da Animação Portuguesa quatro questionários relativos à Formação de Argumentistas, Animadores, Produtores e Realizadores de Animação em Portugal.

Pedimos a todos que tirem alguns minutos do vosso tempo para responder a estes questionários. No caso de acumularem várias funções, queiram por favor responder aos vários questionários que vos dizem respeito.

O envio destes questionários está a ser feito de forma atempada devido à necessidade de respostas detalhadas. As respostas, bem como a identidade dos participantes no questionário são confidenciais.

A data limite de entrega é 25 de Abril de 2010, dia a partir do qual será elaborado um documento final pelo Grupo da Formação, a ser apresentado no próximo encontro dos Caminhos.

Os questionários deverão ser enviados para caminhosformacao@gmail.com em formato Word (.doc). Atenção: não colocar cedilha no endereço.




Obrigado a todos.
Grupo de trabalho Formação

[Ler mais...]

sexta-feira, 26 de março de 2010

Cândido, o Melhor Filme Português na Monstra 2010


A curta metragem de Animação Cândido de José Pedro Cavalheiro/ Zepe recebeu o décimo segundo prémio enquanto Melhor filme português no Festival Monstra 2010.

Em 2008 Cândido foi a curta metragem portuguesa com maior participação em festivais internacionais  e nacionais  (52) .
Desde 2007 participou em 85 festivais e recebeu três prémios no Festival Cinanima (Prémio Tóbis -Best Portuguese Film in the International Competition, Prémio António Gaio- Best Portuguese Film, e  prémio Onda Curta/ RTP2).
No Festival Indie Lisboa 2008 ganhou o prémio Restart (for Best Portuguese Short Film Director) e em 2009 nos Caminhos do Cinema Português o prémio de Melhor Animação (Best Animation).
Cândido foi ainda  adquirido em 2009 pelo Canal Arte após ter sido  nomeado em 2008 para  melhor Obra de Cinema de Animação Europeia (Prémio Cartoon D’Or), uma iniciativa do Projecto Media.




[Ler mais...]

sexta-feira, 19 de março de 2010

Olá a todos

Na passada terça-feira o grupo sobre associativismo / direitos de autor reuniu-se com Michelle Chan, presidente da CPAV ( Centro profissional do sector audiovisual), que pediu ao sector da animação que elabore uma lista de actividades / profissões especificas da animação, para levar à Assembleia da República. Trata-se de um projecto de lei que reconhece um novo regime de regulação das profissões artísticas, no qual se encontra um sistema próprio de Segurança Social.

Essa lista deve expor competências, saberes, formação, experiências e especifidades do mercado de trabalho. É uma lista simples, mas muito concreta. O nosso grupo, juntamente com a produtora Sardinha em Lata, começou por elaborar uma primeira lista de profissões dentro do sector da animação. Deste modo, vimos partilhar com voces esta lista de modo a ser completada com todas aquelas profissões nas quais algum de vós ainda não se sinta representado.

A Lista inicial engloba as seguintes profissões:

Animador
Layout
Director de animação
Criador gráfico
Intercalador(2D)
Construtor (Volumes)
Figurinista(Volumes)
Traçador (2D)
Técnico de Lypsinc
Director de vozes
Editor/Montador
Pintor (2D,3D)
Técnico de Animação- com conhecimentos técnicos em diferentes softwares de animação (anime studio, toon boom, Flash, Corel, 3Dmax, Maya, etc)

Outras profissões, tais como:

Realizador
Argumentista
Director de Fotografia
Pós-produtor
Sonoplasta
Produtor
Produtor Executivo
Músico
Secretária de Produção

já se encontram na lista do cinema de imagem real.

Antes de mais, e pelo menos até Sábado (dia 20) gostávamos que quem não se sente incluído nestas profissões que o diga e acrescente a profissão que ache que melhor o identifique. Numa outra fase gostaríamos também de contar com a ajuda de profissionais da área para completar as especifidades de cada profissão.

Pedimos desculpa pelo prazo ser tão curto mas só ficámos conscientes da elaboração deste documento no 2º Encontro Nacional e o prazo de entrega será já no final deste mês.

Agradecemos a colaboração de todos e pedimos que as respostas sejam enviadas para o mail do grupo: grupo.associativismo@gmail.com
Adriana Castro, Cátia Salgueiro, João Real e Nádia Cardoso

[Ler mais...]

terça-feira, 16 de março de 2010

Encontro de Profissionais e Amigos da Animação - comunicado

CAMINHOS PARA A ANIMAÇÃO PORTUGUESA

Concluído o segundo encontro de profissionais de animação, que teve lugar no dia 13 de Março de 2010, no Festival Monstra - animadores, argumentistas, estudantes, músicos, produtores, programadores, realizadores e sonoplastas subscrevem o seguinte comunicado:

O Cinema de Animação português teve nos últimos quinze anos um reconhecimento internacional extraordinário com um número de prémios, menções honrosas, selecções para os melhores festivais do mundo e convites para retrospectivas, sem precedentes.

Este contributo inestimável para a projecção da cultura nacional e dos seus autores, facto reconhecido pelo ICA em vários fóruns, está em risco de se esgotar devido à desadequação e à ineficácia do actual modelo de gestão de apoios bipartido pelo ICA e pelo FICA. Assistimos:

- À redução do financiamento disponibilizado pelo ICA, em cerca de um milhão de euros/ano para apoiar a produção de curtas-metragens e para apoiar a internacionalização das empresas, o que é vital para viabilizar a montagem financeira dos projectos e para penetrar nos mercados.

- À passagem dos apoios à produção das séries e longas-metragens de animação em exclusivo para o FICA.

- À inércia que culminou na actual suspensão do FICA. A consequência foi a ausência de apoios à produção de séries e longas-metragens de animação em Portugal nos últimos três anos e o desrespeito por compromissos assumidos previamente com as produtoras nacionais e internacionais.

- Nove a quinze milhões de euros orçamentados para apoiar projectos de animação não foram executados.

- As produtoras nacionais de animação estão na eminência de suspender a actividade, pois enquanto o FICA não voltar a ser activado, não conseguem reunir o financiamento necessário para cumprir com co-produções internacionais, algumas previamente seleccionadas em concurso de apoio ao desenvolvimento do ICA, e com pilotos muito bem acolhidos pelas televisões europeias.

Alarmados com o cenário descrito e com os danos irreversíveis que este pode causar num sector, com inequívoco potencial de expansão, empregabilidade e projecção da imagem externa do país, os profissionais da animação estão em fase adiantada de discussão de uma CARTA ESTRATÉGICA para o sector onde integram propostas relativas a modelos e novas oportunidades de financiamento e de formação de profissionais capazes de salvaguardar o futuro do sector a médio e longo-prazo, e a garantir a qualidade das suas produções.

A Carta Estratégica pretende-se como um documento orientador e gerador de um diálogo profícuo que ajude os decisores políticos a rectificarem erros recentes, a reajustarem sinergias e políticas, a reverem a magnitude do investimento no Cinema de Animação, de modo a consolidarem um dos sectores do cinema e do audiovisual que mais tem prestigiado o país e difundido a cultura nacional.

A Carta Estratégica será entregue nos ministérios da Cultura, Educação e Ensino Superior, e disponibilizado aos órgãos de Comunicação Social após o Festival Cinanima em Novembro de 2010.

[Ler mais...]

sexta-feira, 12 de março de 2010

Fundo de Investimento para o Cinema e Audiovisual troca de entidade gestora


[Ler mais...]

quarta-feira, 10 de março de 2010

ENCONTRO NACIONAL DE PROFISSIONAIS E AMIGOS DA ANIMAÇÃO - 2ª EDIÇÃO

Segundo Encontro Nacional de Profissionais e Amigos da Animação
13 de Março de 2010, Sala 2, Cinema São Jorge, Lisboa

A primeira edição deste encontro, em Montemor-o-Novo, Janeiro passado, reflectiu uma mobilização sem precedentes: cerca de 100 pessoas participaram na iniciativa, motivadas pela vontade de desenvolver uma reflexão séria sobre o sector, e de contribuir para a sua reorganização, tendo em conta a clara mudança de paradigma, que identifica as indústrias criativas como potenciais promotoras de riqueza e veículos privilegiados para a difusão de um património cultural.

Essa reflexão tem como objectivo primordial a elaboração de uma carta estratégica para o cinema de animação em Portugal.

O Encontro de Montemor inaugurou, assim, uma intenção colectiva de definição de um plano estratégico estruturante para o cinema de animação português, considerando as valências do sector e aproveitando sinergias e dinâmicas associadas. Durante dois dias, deram-se a conhecer os principais intervenientes e discutiram-se alguns figurinos e mapas do actual estado da animação portuguesa.

Num segundo momento do encontro, identificaram-se grandes temas, que deram origem a grupos de trabalho – doseando questões de conceptualização, escalas de produção, definição de públicos e mercados, fragilidades e preocupações.

Finalmente, apresentou-se um estudo académico em curso, de que se espera um quadro geral do cinema de animação português.

O primeiro encontro originou também a criação de um blog e de um fórum focalizados nas questões em agenda, que servem o propósito de repositório de sugestões e espaço de discussão aberto e contínuo onde se actualizam e se apresentam pontos de vista, contributos e novas questões.

O próximo encontro terá lugar na Monstra − a quem agradecemos pelo acolhimento − e traduzirá um primeiro levantamento e esboço de análise dos contributos durante o período que permeou os dois encontros, identificando preocupações, alguns caminhos e possíveis abordagens para a viabilização do sector.

A reflexão sobre os grandes temas permanece em agenda, para discussão e debate entre todos os participantes:

1. FINANCIAMENTO | ESCALAS DE PRODUÇÃO |VISIBILIDADE
Grupo de trabalho: Bruno Caetano, Davide Freitas, Júlio Alves, Luís da Matta Almeida, Miguel Braga, Nuno Amorim, Nuno Folhadela, Ricardo Mata, Vanessa Ventura.

2. FORMAÇÃO
Grupo de trabalho: João Silva, José António Cunha, José Pedro Cavalheiro (Zepe), Marina Estela Graça, Pedro Teixeira.

3. ASSOCIATIVISMO | DIREITOS DE AUTOR
Grupo de trabalho: Adriana Castro, Cátia Salgueiro, João Real, Nádia Cardoso.

PROGRAMA
Data: 13 de Março de 2010
Local: Lisboa, Cinema São Jorge, sala 2

10h - Recepção dos participantes
Apresentação dos relatórios produzidos pelos grupos de trabalho
(20 minutos por exposição)

10h15 - Financiamento - escalas de produção - visibilidade
10h45 - Formação
11h15 - Associativismo - direitos de autor

11h45 Pausa para café

12h
Exposição de dúvidas, questões e novas problemáticas suscitadas pelas apresentações.

13h00-14h15 - Pausa para almoço

14h30 – 16h30
Definição de metas e objectivos tendo em vista a produção de um documento estratégico a ser apresentando no Cinanima 2010.

1. Continuação da discussão e reflexão sobre os grandes temas já identificados.
2. Dinâmica e funcionamento dos grupos.
3. Definição das próximas etapas.
4. Calendarização dos próximos encontros e Cinanima 2010.

17h00-17h30 - Conclusões do encontro

18h - CONFERÊNCIA DE IMPRENSA


[Ler mais...]

terça-feira, 9 de março de 2010

Questionário Associativismo|Direito de Autor

Olá a todos,

vimos por este meio informar a todos, que se encontra no fórum, um questionário relativamente ao Associativismo na animação em Portugal e Direito de autor. Pedia a todos que tirassem alguns minutos do vosso tempo para responder a este questionário. Pedimos desculpa pelo prazo de resposta ser tão curto, mas todo este tempo foi necessário para elaborar um questionário pertinente de onde fosse possível obter informações importante para a continuação do desenvolvimento dos trabalhado do Grupo do Associativismo e apresentar já algumas conclusões no encontro na Monstra a realizar-se já dia 13 de Março.

Obrigado a todos.

Grupo de trabalho Associativismo|Direito Autor

[Ler mais...]

domingo, 7 de março de 2010

INSCRIÇÃO NO SEGUNDO ENCONTRO DE PROFISSIONAIS E AMIGOS DA ANIMAÇÃO

Caros amigos,

No próximo dia 13 de Março de 2010, vai decorrer o Segundo Encontro de Profissionais e Amigos da Animação, com lugar marcado na Monstra - Lisboa, que gentilmente acolhe a iniciativa
Convidamos todos os interessados a inscrever-se e a participar nos Caminhos para a Animação Portuguesa.
Esta é uma reflexão que diz respeito a todos, a bem de um futuro para a animação em Portugal!

ficha de inscrição

O programa do encontro, que decorre entre as 10h e as 17h30, do dia 13 de Março de 2010, estará brevemente online.
Agradecemos a todos a divulgação desta informação.

Atenciosamente,
Vanessa Ventura

[Ler mais...]

quarta-feira, 3 de março de 2010

Animatu 2010 Cancelado

O Animatu – Festival Internacional de Cinema de Animação Digital, realizado desde 2004, na cidade de Beja, tem procurado descentralizar os eventos culturais e trazer para uma cidade do interior sul, capital de distrito, um festival de cinema, e com ele o que de melhor se produz no Cinema de Animação Digital, quer a nível nacional, quer internacional.

No Alentejo e Algarve, para além do Animatu, apenas existem outros dois festivais internacionais de cinema!! e, sendo este um dos três festivais portugueses dedicados apenas ao Cinema de Animação e o único direccionado exclusivamente para o digital. Recebe em competição filmes premiados noutros festivais internacionais e trouxe a Portugal diversas personalidades de topo internacionais, como Tom e Pat Sito da Disney/Dreamworks ou Stephen Gregory da Pixar.

Só com enorme esforço pessoal de quem organiza o Animatu foi possível realizar a tarefa árdua de produzir anualmente um festival de média dimensão, que tem crescido ano após ano, com maior visibilidade dos media quer nacionais, quer internacionais, e recebido críticas favoráveis à qualidade dos filmes, actividades, organização…

O parco orçamento disponível ao longo dos anos, sempre insuficiente para a realização de um evento desta natureza, levou a uma ruptura financeira que torna inviável continuar a sua realização sem comprometer a qualidade já atingida por este festival.

A Associação Zootrópio anuncia oficialmente o cancelamento da sétima edição do Animatu, previsto para Outubro de 2010, devido à falta de apoios oficiais. Tudo faremos para encontrar soluções e voltar em 2011.

As nossas desculpas e um obrigado a todos os que nos têm apoiado ao longos destes anos.

O director do festival
Marco Taylor


[Ler mais...]

terça-feira, 2 de março de 2010

Encontro Profissionais de Animação no Diário do Sul


[Ler mais...]

segunda-feira, 1 de março de 2010

ALAMBIQUE- blog sobre animação

Após um periodo de inactividade, foi "reactivado" o blog sobre animação "ALAMBIQUE" , o qual tem como principais objectivos promover a animação nacional e internacional (nos mais variados estilos e técnicas) assim como divulgar produções, autores, obras, eventos e notícias.
Agradecemos desde já toda a colaboração no envio de noticias, sugestões e material para divulgação para: alambiqueanimado@gmail.com

[Ler mais...]

sábado, 27 de fevereiro de 2010

2º ENCONTRO NACIONAL DE PROFISSIONAIS E AMIGOS DA ANIMAÇÃO

O segundo Encontro Nacional de Profissionais e Amigos da Animação já tem data marcada!

Acolhido pela MONSTRA, decorrerá durante o dia 13 de Março de 2010, Sábado, na sala 2 do Cinema São Jorge em Lisboa. Durante a próxima semana será disponibilizada neste mesmo sítio, uma ficha de inscrição para todos os interessados!
  
O caminho é longo e a participação e cooperação de todos é fundamental!
Até 13 de Março, para um passo mais em prol do cinema de animação português.


[Ler mais...]